Coragem Evolutiva

A palavra Coragem, segundo o dicionário Houaiss, significa:
1. Moral forte perante o perigo, os riscos, bravura, intrepidez;
2. Firmeza de espírito para enfrentar situação emocional ou moralmente difícil;
3. Qualidade de quem tem grandeza de alma, nobreza de caráter, hombridade;
4. Determinação no desempenho de uma atividade necessária; zelo, perseverança, tenacidade.

E Coragem Evolutiva pode ser definida como o comportamento, atitude ou gesto denotando moral forte, destemor e desas­sombro perante aos percalços e vicissitudes da vida intrafísica, humana ou à evolução consciencial.

Eis, 15 exemplos de coragem evolutiva:
1. A coragem de decidir;
2. A coragem de evoluir;
3. A coragem de praticar as autoconvicções;
4. A coragem de se expor;
5. A coragem de se posicionar;
6. A coragem de reparar os erros pessoais;
7. A coragem de viver;
8. A coragem em assumir a autoconsciencialidade;
9. A coragem para assistir outras consciências;
10. A coragem para assumir os próprios trafores ou genialidades;
11. A coragem para assumir responsabilidades;
12. A coragem para enfrentar o desconhecido;
13. A coragem para pedir auxílio, quando necessário;
14. A coragem para receber heterocríticas;
15. A coragem para reciclar para melhor as automanifestações pensênicas.

A coragem evolutiva elimina todos os tipos de medos ou fobias permitindo a manifestação em alto nível da consciência, de modo a resultar no aproveitamento das oportunidades, completismo existencial e na dinamização da evolução pes­soal.

A recuperação de unidades de lucidez (cons) ou ampliação da autoconsciencialidade é determinante, indispensável para o emprego produtivo e cosmoético de traços-forças (trafores), a superação de traços-fardos (trafares) ou imaturidades e o alcance da condição íntima de coragem evolutiva.

Levando em conta as informações apresentadas anteriormente, reflita sobre as questões abaixo (Vieira, Waldo; Conscienciograma; 1994; págs. 94, 95 e 181):
1. Você é uma conscin forte, segura e autocontrolada, capaz de encarar as renovações extremas que exigem coragem? Ou você é uma conscin frágil, vulnerável, insegura e descontrolada?
2. Você é uma pessoa de decisões francas ou ainda afunda-se em hesitações?
3. Que proveitos evolutivos você já obteve com a sua coragem consciencial?

Ricardo Rezende
Natural de Uberaba, MG; graduado em Biblioteconomia; voluntário da Conscienciologia desde 2000; docente da Conscienciologia desde 2006; Cognopolitano desde 2006; tenepessista desde 2014.

2017-08-27T11:43:35+00:00 10/13/2014|